Home » Notícias » Nota da Coordenação sobre a Avaliação CAPES

العربيةEnglishFrançaisDeutschGreekItalianoPortuguêsEspañol

Núcleos de Pesquisa

Antígona: laboratório de filosofia e gênero

Centro de Filosofia Brasileira

 

CEFM

 

Laboratório KHORA de Filosofias da Alteridade

Laboratório de Filosofia Contemporânea

Ousia
Politeía: Laboratório de Política e Metafísica

 

Seminário de Filosofia Jurídica e Política

 

Periódicos


Aisthe

Anais de Filosofia Classica

Diversitates

Revista Ítaca

Logica Universalis

Revista Redescrições

Trágica

------------------------------------------

SIENNA project

Nota da Coordenação sobre a Avaliação CAPES

Nós, coordenadores dos 10 últimos anos do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ, queremos elogiar a atual coordenação de nossa área na CAPES, pela forma republicana como conduziu a avaliação e por ter ampliado a transparência do processo. A clareza dos critérios de avaliação, sua discussão pela comunidade filosófica e o resultante aprimoramento institucional não são apenas instrumentos para uma avaliação justa, mas principalmente, são elementos indutores que orientam e devem ser orientados pelos objetivos de expansão, distribuição e consolidação qualitativa das pesquisas em Filosofia.
Nesse sentido, sublinhamos a ampliação da participação de nossa comunidade filosófica nesta avaliação, ressaltando que o PPGF-UFRJ participou, ao lado de outros muitos PPGs, pela primeira vez, seja da avaliação quadrienal, como também do Qualis Livro e do Qualis Periódico. Além do fato da inclusão de Programas que nunca antes haviam participado das avaliações, a patente pluralidade nas composições das comissões, seja no que se refere à representação de gênero, por região e por nota de PPGs, resultou em uma avaliação ímpar. Obviamente há diversas coisas a serem repensadas e aprimoradas, as quais voltaremos a discutir, junto com nossos pares, neste fórum.
Queremos deixar clara nossa posição quanto à indicação de nomes para compor a lista quíntupla da nossa área. O texto do professor Marcelo Carvalho pontua de modo exemplar os trâmites do processo de CONSULTA AOS COORDENADORES, e todos os fatores que são levados em consideração pela Diretoria da CAPES, para os quais nos soam ter pouca efetividade real a indicação de nomes como em uma chapa eleitoral, tal como estranhamente pareceu ser sugerido pela própria Diretoria da ANPOF. Não estamos elegendo ninguém, mas indicando os nomes que têm representatividade e atuação na área. A nossa instância de representação civil é a ANPOF; a CAPES é uma agência governamental. Neste sentido, vemos com bons olhos a apresentação de nomes que demonstram compromisso com a área, pois acreditamos que é isso que devemos indicar à agência. Levaremos em conta, em nossas indicações institucionais, as diversidades que queremos que sejam reconhecidas como importantes para a consolidação de nossa área.

Rafael Haddock Lobo (Coordenador do PPGF-UFRJ, 2016-2017)

Fernando Santoro (Coordenador do PPGF-UFRJ, 2012-2015)

Fernando Rodrigues (Coordenador do PPGF-UFRJ, 2008-2011)